Tecnologia para a vida

0
2222

Instituto que nasceu em Campinas, chega ao bairro com a missão de mudar para (muito) melhor a vida de pacientes amputados.

Fundado em 2002 na cidade de Campinas pelo fisioterapeuta, protesista e ortesista José André Carvalho, o Instituto de Prótese e Órtese (IPO) abriu mais uma unidade em São Paulo, na rua Natingui no dia 4 de abril. “O CPO Ricky Benzing, também protesista e ortesista, formado na Alemanha e com mestrado em ortopedia técnica, só veio somar nesta unidade de São Paulo. Hoje, com grande perspectiva de crescimento no Brasil, temos pacientes em todos os estados e já somos considerados como uma referência na área de prótese e órtese. Devido a grande demanda de pacientes aqui em São Paulo, decidimos abrir mais uma unidade”, declara o dr. José André.

Ele afirma que o objetivo do IPO é realmente mudar os conceitos sobre reabilitação e confecção de próteses e órteses. “O Instituto não tem como objetivo somente a comercialização de produtos ortopédicos. É muito mais do que isso. O IPO é um centro de reabilitação formado por profissionais renomados que, depois de uma avaliação clínica e um estudo técnico preciso, escolhe a melhor solução para o paciente amputado, que necessita de algum dispositivo especifico, seja uma prótese (componente artificial que tem por finalidade suprir necessidades e funções de indivíduos sequelados por amputações) ou uma órtese (apoio ou dispositivo externo aplicado ao corpo para modificar os aspectos funcionais ou estruturais do sistema neuromusculoesquelético para obtenção de alguma vantagem mecânica ou ortopédica).”

O dr. André diz ainda que tanto a prótese quanto a ortese não são produtos que o paciente compra e pronto. “O que conecta essa tecnologia ao corpo humano é nosso trabalho. Desenvolvemos o encaixe perfeito, fazemos um bom alinhamento, uma regulagem perfeita e ensinamos o paciente a caminhar. Nós trazemos conforto ao paciente amputado, que pode voltar a ter uma vida normal, sem dor nem restrições”, complementa.

Ricky Benzing, que trabalhou 24 anos na empresa Ottobock, especializada em próteses e órteses, coordenou projetos de educação e formação de técnicos ortopédicos em diferentes países da Europa, Ásia, América do Norte e América Central, diz que a escolha do bairro recaiu por conta da região ser central, ficar entre grandes hospitais como o Sírio-Libanês e Albert Einstein, onde têm vários pacientes, e ter encontrado a casa ideal, que reformaram e adaptaram com diferentes salas de reabilitação e oficina de materiais.

IPO03-Gv-JUN-TGA IPO apoia vários atletas paraolímpicos, entre os quais Renato Leite, levantador da seleção paraolímpica de vôlei sentado do Brasil, e que também trabalha em um banco na região. Ele, que tem 33 anos e faz uso de prótese desde 2007, quando sofreu um acidente de moto, foi medalhista de prata nos Jogos Parapan-americanos de 2003, medalha de ouro nos Jogos Parapan-americanos de 2007 e em setembro vai disputar os Jogos Paralímpicos no Rio. (ND)

Foto: Tiago Gonçalves

 

IPO – Instituto de Prótese e Órtese
Rua Natingui, 412, Pinheiros

Telefone:  2613-9967 e 2613-9968

http://ipobrasil.com.br/

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA