Psicologia para crianças

0
850

Foto: Divulgação

Divulgação
Sabrina Pani é especialista atendimento a crianças

GVM 296 JUN22

As crianças e os jovens adolescentes têm problemas emocionais e com a pandemia a situação ficou mais confusa para a vida deles e dos pais. Uma psicóloga especialista neste público se dedica a eles.

Sabrina Pani, doutora e mestra em psicologia do desenvolvimento, se dedica ao atendimento psicológico voltado para crianças, adolescentes e jovens adultos. Seu consultório fica na Vila Madalena.

“Os meninos e as meninas têm problemas específicos. Entre eles, depressão, ansiedade, divórcio e separação dos pais, agressividade, problemas de comportamento, dislexia, dificuldades de aprendizagem, timidez e TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade)”, lista a psicóloga formada pela Faculdade Mackenzie e especialista em Saúde Pública e Mestra e Doutora em Psicologia Infantil pela Universidade de São Paulo.

Sabrina se define como uma estudiosa e pesquisadora que busca mais conhecimento e entendimento sobre o desenvolvimento infantil. “Esse interesse me acompanha desde o início do meu curso de Psicologia. Paciência e carinho com as crianças e adolescentes são algumas das minhas características”.

A psicoterapia infantil, explica Sabrina “é um processo realizado por psicólogos que investiga e identifica problemas que impedem ou dificultam o desenvolvimento saudável da criança, ajudando-a a lidar com as dificuldades e melhorar sua vida. O terapeuta ajuda a criança a se conhecer e a expressar seus sentimentos para que possa ser compreendida pelos adultos à sua volta”.

Divulgação
Através de jogos, a criança revela seus problemas
Os pacientes de Sabrina são atendidos em sessões semanais com duração de 50 minutos, previamente agendadas. “O atendimento é feito através de jogos, histórias e brincadeiras e outros mecanismos onde a criança se expressa. O lúdico é a melhor maneira de se comunicar com o universo infantil. Na primeira sessão, os pais ou responsáveis também participam e uma vez por mês, realizo reunião com eles sobre o andamento do tratamento”. Ela explica que a duração do processo depende de cada caso.

“Como a criança não possui conhecimento suficiente para identificar e entender quando algo não está bem em seu desenvolvimento emocional e social ela se expressa através do ambiente, suas dificuldades, seja em casa ou na escola”, e pode ser neste momento, a hora ideal de procurar auxílio profissional, para que os pais e esse público infantil possam ser entendidos.

A pandemia fez com que muitas famílias fossem obrigadas a ficar em casa. Essa situação afetou o emocional de todos, adultos ou crianças. Elas ficaram fora das escolas, sem o contato com os colegas de classe, muito importante para as relações nesta fase da vida e apresentaram mudanças no comportamento como agressividade.

Durante a pandemia, Sabrina fez atendimentos por online. “O presencial é o ideal, mas mesmo assim, foi possível atender aos meus pacientes. Agora, que voltamos a circular, alguns pacientes, por diversos motivos optam pelo virtual, mas a maioria é presencial”.

A psicóloga não atende por convênios, mas fornece documentação específica para reembolso. (GA)

Sabrina Pani, Rua Isabel de Castela, 122, Telefone 99366-7864 (whatsapp), @sabrinapanipsi, www.sabrinapanipsi.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA