Chocolate: vilão ou herói?

0
1044

A Páscoa está chegando e a tentação que o chocolate exerce sobre a maioria das pessoas aumenta ainda mais, mas você sabe quais chocolates são vilões e quais são os heróis para nossa saúde?
Como muitos alimentos industrializados, o chocolate deve ser consumido com extrema prudência. Segundo a nutricionista Renata Ferreira Buzzini, o chocolate mais saudável que existe é o amargo – o herói –, que é feito só com cacau torrado, moído e prensado. Mas ele não é o preferido dos consumidores.
O chocolate meio amargo é cacau mais um pouco de açúcar – esse já é mais aceito pelos consumidores. O chocolate ao leite possui gordura do leite, cacau e açúcar. “Esse tem que ser consumido com cautela devido à alta densidade calórica”, avisa Renata. O branco é o vilão e deve ser ingerido com muito mais cautela, pois é feito com manteiga de cacau, açúcar, leite e gordura saturada.
O chocolate aerado pode ter muita gordura, pois muitas vezes a indústria coloca emulsificante para deixá-lo cremoso – e isso não é nada saudável, então, atenção ao cair na tentação de comer um.
Para os diabéticos, existe o chocolate diet, mas Renata adverte: “não são saudáveis, porque algumas vezes a indústria retira o açúcar e substitui por gordura hidrogenada, que vai dar cremosidade e estabilidade, e isso o deixa com maior concentração de gordura que o normal”.
Consumo
Alguns estudos mostram que o chocolate amargo e o meio amargo podem ser consumidos uma vez por semana. Renata explica que já existem evidências científicas de que o chocolate pode fazer bem ao organismo. Ele tem flavonóides (que protegem de doenças cardiovasculares), ácido oléico, ácido linoléico, ômega 3, ômega 6 – todos com propriedades funcionais, ou seja, eles podem trazer benefícios à saúde.
“Para um adulto normal e sadio, o consumo de 30 g por dia (um quadradinho grande) de chocolate amargo ou meio amargo pode ser saudável”, ela indica. “Para quem consome chocolate ao leite, branco ou recheado todos os dias, cuidado, pois você pode se tornar predisposto ao aumento de peso, mudança de textura de pele devido ao excesso de gordura e ao diabetes”.
Renata enfatiza: “é bom evitar os chocolates recheados, que são uma bomba calórica, afinal a densidade de gordura e açúcar que eles possuem é muito, muito alta”. A melhor coisa é passar longe de bombons e trufas. Ela garante que o chocolate holandês é o mais puro que existe e diz: “Os outros podem ser consumidos por prazer, mas com muita cautela”.
As mulheres que se dizem chocólatras e que desejam chocolate na fase da TPM podem ter suas razões comprovadas cientificamente, afinal, os chocolates possuem substâncias psicoativas que promovem o bem-estar e regulam o humor. Por isso, não pense que é manha delas, não.
A nutricionista orienta que “o ideal para a Páscoa é fazer ovos com chocolate amargo ou meio amargo” e ainda dá a dica: “pode misturá-los com frutas, assim dá para reduzir o valor calórico”.
“Essas informações são generalizadas. O ideal é sempre consultar um profissional especializado e verificar a saúde antes de consumir exageradamente qualquer produto”, alerta Renata.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA