Por uma boa alimentação

0
858

Kelly Monteiro

Que comer sanduíches todos os dias, ceder às tentações do fast food, das frituras e comidas gordurosas, pode trazer sérias conseqüências à saúde, todo mundo sabe. O que poucos se dão conta é que a obesidade é um dos fatores que causa o maior número de mortes em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Por isso, é preciso prestar atenção ao que se come e de que forma os alimentos são ingeridos.
“Os alimentos têm a função de nutrir, de fornecer energia e de regular o organismo para que possamos desempenhar bem as funções do dia-a-dia”, explica a nutricionista Claudia Akemi Naka. Os alimentos que fornecem energia são os carboidratos. Ao contrário do que se pensa, são nutrientes que devem ser ingeridos em maior quantidade por serem o “combustível” do corpo humano. Os reguladores – as frutas e verduras -, ajudam na manutenção, já que contém fibras, essenciais na limpeza do organismo. E há ainda os construtores, as proteínas. “O açúcar também é importante para o organismo, porém deve ser consumido com moderação”, lembra a nutricionista.
O consumo de carne deve ser analisado com cuidado. Rica em proteína, ela não pode ser dispensada totalmente da dieta.Porém, se for consumida em grandes quantidades, pode causar colesterol alto, obesidade e ácido úrico. “Numa dieta de 1000 calorias, é preciso ingerir 10% de proteína, o que não significa que tenha que ser de origem animal. A soja tem os mesmos nutrientes que a carne, menos proteína B12, mas não aumenta o colesterol”, acrescenta.
Quanto ao sal, a OMS recomenda que a ingestão seja de, no máximo, 6,5 gramas por dia, equivalente a seis pacotinhos daqueles servidos em restaurantes. “Os alimentos industrializados já têm uma quantidade grande de sal. Por ser um mineral, em excesso prejudica o organismo. O rim não consegue filtra-lo e o acúmulo de sal na corrente sanguínea causa inchaço, além de provocar hipertensão”. Antes de comprar algum produto, deve-se verificar o rótulo para saber se é isento ou qual a quantidade de sal.
São atitudes saudáveis: dar prioridade aos temperos naturais, como a salsinha e o manjericão, evitar ingerir líquidos com os alimentos e fazer uma dieta balanceada: arroz, feijão, carne, salada de tomate e alface é um ótimo prato! Comer com moderação é a receita ideal para quem quer manter o peso, além de cuidar da saúde.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA