Festas saudáveis

0
713

Natal e Reveillon lembram almoço em família, ceias, encontro com os amigos, comidas saborosas, doces, bebidas… Tudo isso faz parte das festas, mas exagerar nos “comes e bebes” acaba não dando muito certo. Então, como manter o equilíbrio alimentar nas festas de fim de ano?
“Se partirmos do pressuposto que a alimentação é apenas um pano de fundo para uma celebração em família ou com amigos e não o foco, fica mais fácil não cometer exageros”, diz a médica Claudia Helena Macedo Costa de Oliveira, especialista em endocrinologia e metabologia. Segundo ela, é possível comer bem, de uma forma saudável, em qualquer época do ano. A primeira recomendação para se alimentar da melhor maneira durante as festas de fim de ano é deixar as comidas gordurosas de lado. Deve-se dar prioridade às carnes brancas e mais magras, como peixes e aves. “É bom também evitar os complementos calóricos, por exemplo, os molhos das saladas feitos com cremes, ou aquela combinação de frutas com carnes, pois acaba ficando uma comida pesada”.
Outro detalhe importante é substituir os doces pelas frutas, que contém mais fibras, menos açúcar e, portanto, são mais saudáveis. “Como o tempo está quente é bom ingerir alimentos mais frescos. Saladas de frutas, sorvetes leves e frozen são uma boa opção”, acrescenta a endocrinologista. Trocar os refrigerantes pelos sucos também é uma boa idéia: água de côco e sucos naturais feitos com água e sem açúcar, como abacaxi, acerola, morango, melão e melancia também são saudáveis pois repõem os sais minerais perdidos com o suor.
Cláudia lembra ainda que é preciso moderar na bebida. Já que ninguém vai ficar sem uma taça de vinho, o ideal é escolher o vinho seco, menos calórico e mais saudável. “O champanhe é menos calórico ainda e vai bem no verão. Pode tomar uma ou duas taças, sem exageros”, recomenda.
Nessa estação também é importante reduzir a ingestão de sal, já que o organismo fica mais propenso à retenção de líquidos, e o sal ajuda nesta função. Entretanto, a grande vantagem desta estação é que o apetite diminui e os pratos refrescantes são os preferidos. Porém, é preciso ter cuidado com alguns alimentos que mesmo refrescantes são ricos em calorias. Sanduíches naturais ou saladas com molhos à base de maionese nem sempre são sinônimo de um prato leve. Temperar a salada com sal, limão, vinagre e um pouco de azeite é uma opção mais saudável.
Uma boa dica para se alimentar bem, mesmo durante as festas, é reforçar o café da manhã: suco de frutas, pães integrais, cereais, queijo branco ajudam o corpo a ter mais energia. Além disso, deve-se fazer de quatro a seis refeições por dia, já que esse simples hábito ajuda a regualar as funções do organismo e manter o peso corporal; as refeições principais devem conter saladas, incrementadas com vitaminas e minerais (queijos, frios e frutas); as carnes devem ser magras, grelhadas, assadas ou cozida, pois contém menos gordura e são mais fáceis de serem digeridas. Os carboidratos também devem ser incluídos no cardápio, pois promovem saciedade e são ricos em vitaminas do complexo B e energia. Boas opções são macarrão com molho leve de tomate ou de verduras, arroz preparado com pouca gordura e tubérculos, como batata, mandioca, mandioquinha ou batata doce. Entre as refeições principais, vale fazer um lanche com iogurte, barra de cereais ou biscoitos integrais. E líquido, muito líquido para manter a hidratação e acabar com a sede.
Se, com tudo isso, ainda for difícil resistir à tentação dos doces e das comidas típicas da época, como leitoa, o ideal é incorporar uma atividade física. No dia após a ceia, coloque um tênis e faça uma caminhada, por exemplo. Esta época é uma oportunidade de rever o modo de pensar, fazer planos e mudar inclusive a maneira de se alimentar. Para manter o corpo em forma e principalmente uma boa saúde, o prazer de comer não pode ser deixado de lado.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA