Inglês para pequenos

0
653

Foto:

Flávia e Glorinha

Aprender inglês não é uma tarefa fácil, é preciso ter paciência. Mas começar a praticar o idioma, desde cedo pode tornar o aprendizado mais fácil e gostoso. A Kid’s Time sabe disso.
Há 16 anos na região, a escola ensina crianças e adolescentes a falarem o inglês sem problemas. Com aprendizado lúdico, incluindo brincadeiras, os pequenos aprendem rapidamente o idioma. “Na infância, a criança aprende mais rápido, assimila todo o ambiente à sua volta. Nessa fase, o cérebro e o aparelho fonoarticulatório estão abertos a assimilar os sons da nova língua. A criançada é mais desinibida e não tem vergonha de errar”, disse Glorinha Varella, diretora pedagógica, da Kid’s Time.
Para participar das aulas é preciso ter de 3 a 16 anos, segundo Glorinha, o motivo disso é que algumas habilidades motororas e de concentração são precisas para se ter interação com adultos ou um grupo de crianças.
O método usado pela Kid’s Time é baseado no interesse e nas habilidades de cada faixa etária. “Apesar de sua proposta lúdica, é pautado em objetivos muito claros. Os alunos são constantemente avaliados para garantir um aprendizado consistente e de excelente nível pedagógico. Além disso, existe uma grande preocupação com o bem-estar dos alunos”, explica Flávia Marujo, diretora pedagógica da Kid’s Time.
Apesar de muitas mães acharem um ponto positivo aprender o idioma desde cedo, outras acham que a criança pode se confundir. “A criança normalmente escolhe a língua materna como primeira língua, mas reproduz de maneira sintomática o idioma a que é estimulada a praticar”, elucida Glorinha. Isso não é só, as crianças que não sabem ler e escrever também não terão dificuldades, isso por que até os 7 anos de idade, o método na Kid’s Time é somente auditivo-visual, a partir dos 8 anos, quando a alfabetização em português está consolidada na escola, é que se introduz a alfabetização em inglês.
Se seu filho ainda não começou o idioma, então chegou a hora de pensar, e claro, de facilitar a vida dele, quanto mais cedo, menor as dificuldades. “No mundo globalizado em que vivemos, a pessoa que tem o domínio do inglês aproveita muito mais as oportunidades e se beneficia nas situações cotidianas”, finaliza Flávia.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA