O adeus da Mercearia São Pedro

0
1360

Depois de 54 anos de atividades, recanto da boemia e intelectualidade da Vila Madalena, a Mercearia São Pedro dá adeus! Na segunda-feira, 26 de fevereiro, as portas se fecharam. No local será erguido um novo edifício.

A MSP surgiu em 1968 e o casal Pedro e Ende Benuthe atendiam aos clientes com a ajuda dos filhos Munir, Marcos, Mirko e Pedro. A ideia era ser uma loja de material de construção e o filho Marcos convenceu o pai a abrir um empório em uma época que a rua Rodésia tinha mais residências do que comércio. Além de alimentos de um empório, a Mercearia também vendia material de limpeza. Os irmãos Pedro e Marcos ficaram mais presentes na administração do negócio até os dias finais.

A Mercearia sempre foi um lugar diferente. Além do bufê variado, serviu de local para inúmeros lançamentos de livros de escritores como Marcelo Rubens Paiva, Reinaldo Morais, Mathews Shirts entre outros. O pastel e a feijoada de sábado foram disputados por clientes habituais e eventuais. O espírito que reinava era de ‘caos organizado’. Além da alimentação a MSP também vendia livros (escolhidos a dedo pelo Marcos, “só vendo os livros que gosto”) e fitas de VHS e depois CDs, escolhidos pelos donos.

Pedro e o livro Saideira, em 2018, nos 50 anos da MSP (Foto Gerson Azevedo)
Pedro e o livro Saideira, em 2018, nos 50 anos da MSP (Foto Gerson Azevedo)
Ao completar 50 anos de vida, a mercearia ganhou um pequeno livro “Saideira, o livro dos epitácios”, com a participação de 75 autores e frequentadores da Mercearia São Pedro e publicado para marcar a data. O Guia da Vila Madalena na edição 250, em junho 2018, registrou a data.

A decisão de vender o prédio para uma incorporadora foi motivo de rusga na família, mas negócio feito, eles cumpriram com o combinado e deixam uma história que os frequentadores sentirão saudades e a Vila Madalena perde um ícone. Para marcar o fim, foi afixada uma faixa na fachada: “Uma história sempre tem um começo, meio e fim. A Mercearia São Pedro agradece a todos os personagens, clientes, funcionários e fornecedores. Todos sempre muito importantes nesta super história. Muito obrigado a todos. Fim”. (GA)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA