A diversidade peruana

0
662

O território peruando é composto por litoral, serra andina e floresta amazônica. Nestas regiões encontram-se 84 dos 104 ecossistemas conhecidos do planeta. Esta biodiversidade natural foi muito bem aproveitada pelos agricultores andinos, que a aliaram a sofisticadas técnicas de irrigação e o aprimoramento genético de batatas (mais de 3000 variedades conhecidas) , do milho, de outros cereais (como a quinua), do amendoim, de frutas e muitas hortaliças. No litoral consumia-se  mariscos, peixes, caracóis (escargots) e algas; nas regiões altas, patos selvagens, galináceos, camélidos domesticados, como a lhama, a alpaca, a vicunha e o guanaco e roedores andinos como o cuy.
A chegada dos espanhóis, da população negra da África e a migração chinesa contribuíram com novos temperos e modos de preparo. Mas muito antes disso, os habitantes do Peru já eram apreciadores da boa comida, pois há registro arqueológico com mais de 8000 anos do cultivo do ají (tipo de pimenta suave) que tem a característica de realçar o sabor dos alimentos.
Ficou curioso para provar estas iguarias? Não é preciso viajar até o Peru para conhecer esta inusitada mistura de sabores. Eliana Della Mônica, proprietária do Emporium Madalena, conta que se encantou com a culinária peruana assim a experimentou. Por acaso, um dos seus funcionários é natural do Peru. Foi o suficiente para Eliana colocar em prática o desejo de abrir um bistrô dentro do empório. Há cerca de três meses funciona no espaço o restaurante de comida peruana sob o comando do chef Martin Taboada. “A Vila Madalena tem uma excelente oferta de restaurantes típicos, mas faltava um especializado em comida peruana. É uma ótima oportunidade para quem vem de lá matar a saudade de casa”, afirma Eliana.
Entre os pratos servidos pelo novo restaurante, Taboada destaca o Seviche, muito consumido na região litorânea do Peru, feito com filé de peixe cozido no limão com temperos específicos e acompanhado de batata doce, milho e cebola vermelha. Outra sugestão do chef é a Gallina, um creme amarelo com frango desfiado e batata cozida. Aos sábados é servida a Parihuela, frutos do mar, arroz com coloral, mandioca e batata.
Os pratos são servidos a la carte e individualmente a partir de R$ 12,90 e dá direito a bufê de salada e suco. O restaurante também oferece serviço delivery na região. Experimente!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA