Para viver em harmonia

0
621

Kelly Monteiro

Estar presente. Quantas vezes paramos para pensar nisso? Neste momento, em que está lendo este texto, você está prestando atenção ou pensando no que irá fazer mais tarde? Nas poucas horas de lazer, continua remoendo os problemas financeiros? Corpo, mente e emoções em harmonia, focados no momento atual, é o que propõe a terapia corporal Breema Bodywork, curso e atendimento realizados na Casa III.
Breema é um dos sistemas de manutenção e melhoria das condições de saúde mais antigas do mundo. Proporciona vitalidade e uma relação harmoniosa com o meio ao redor, à medida que o corpo é percebido como uma unidade energética, com sabedoria própria, criando a atmosfera propícia para a sincronia entre corpo e mente, promovendo a real experiência de vitalidade e vivacidade.
Na sessão de Breema são realizadas seqüências de tratamentos, compostos por movimentos que incluem firmeza e gentileza nos alongamentos, deslizamentos, toques de pressão precisos e graduais, além de inúmeros movimentos ritmados feitos com o uso do corpo inteiro do praticante. São princípios universais derivados de uma profunda compreensão das leis que governam a vida e, conseqüentemente, o corpo, a saúde e sua relação com os aspectos físicos e energéticos do universo.

Técnicas

Segundo o instrutor Jay Reiss, formado pelo Breema Center da Califórnia, as técnicas podem ser desenvolvidas com o auxílio de um professor e também há exercícios de Self-breema, ou seja, o praticante aplica os conceitos em seu próprio corpo. “Grosso modo, é como se fosse uma massagem”, diz, explicando que neste trabalho são focados os nove princípios de harmonia: Corpo confortável, sem pressa / sem pausa, suporte mútuo, não julgamento, não força, não extra, gentileza e firmeza, o corpo todo participa, momento único / atividade única.
Para Apsara Freitas, praticante de Breema Bodywork, os benefícios são muitos. O corpo se torna mais flexível; os exercícios promovem a desintoxicação e a consciência corporal é desenvolvida. “Você realmente vê a necessidade real do seu corpo, o que ele está precisando e sentindo. Assim, o sono melhora. Eu obtive mais consciência do que o meu corpo necessitava quanto à alimentação”, relata. Outro benefício, segundo ela, é que a consciência fica mais ativa, e os princípios do Breema podem ser aplicados na vida prática. “O corpo passa a participar de qualquer atividade, estando mais presente”.
Por isso, o trabalho de Breema também é chamado de “a arte de estar presente”, como lembra Jay. Os princípios são direcionados para que o praticante fique mais receptivo, preste mais atenção ao que está acontecendo no momento presente, sem se preocupar com o passado ou com o futuro. “Isso dá uma nova percepção de quem é você e o que é a sua vida”, acrescenta o instrutor. Esta é a filosofia de Breema: corpo, mente e emoções em harmonia. Uma filosofia que só se aprende praticando.
Jay Reiss e Apsara Freitas vêm do Rio de Janeiro especialmente para atender na Casa III, as segundas e terças-feiras. Marque seu horário com antecedência.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA