Balada funcional

0
1347

Foto: Divulgação

Divulgação
Manhã: aulas de pilates. À noite, baladas

O Espaço170 nasceu como casa noturna e local para shows, festas e eventos, mas hoje, para atender de forma completa o perfil do público que mora e circula pela Vila Madalena, formado por muitos atores e dançarinos, transformou-se em um point multicultural e multifuncional, oferecendo, durante o dia, aulas de pilates, treinamento funcional e dança africana, além de abrigar diversos projetos ligados à arte, trabalhando o bem-estar e o entretenimento em várias esferas.

O Espaço170, na Vila Madalena, tem uma pegada underground, bem intimista, com ambientes pintados de cinza e preto, paredes decoradas com telhas de alumínio e tijolos, iluminação feita com ‘lustres’ de garrafas de vidro e vasos de cactus espalhados pelos cantos. Tudo como manda o figurino das mais badaladas casas noturnas da região. Com a diferença de que, ali, quando o dia amanhece e o DJ se despede, ao invés de fechar as portas e reabrir apenas na noite seguinte, o local ‘dorme’ apenas o tempo suficiente para a realização da limpeza, reabrindo logo cedo para receber os alunos de pilates, treinamento funcional e dança africana. “A ideia foi criar um espaço multifuncional e multicultural, mesclando bem-estar e entretenimento, que acompanhasse o ritmo de vida e os interesses de quem vive na Vila Madalena”, explica um dos sócios Renato Gonçalves.

As aulas de pilates, por exemplo, misturam os exercícios tradicionais criados por Joseph Pilates, realizados nos aparelhos e nas bolas gigantes, com uma proposta mais contemporânea, que utiliza, entre outras ferramentas, o colúmpio, espécie de balanço para a realização de movimentos em pleno ar. A sala onde as aulas são realizadas fica no andar superior do espaço, subindo as escadas ao lado da pista de dança e do bar e é frequentada, em grande parte, por atores e dançarinos que praticam o Pilates para manter sempre em alta sua performance nos palcos. Já o treinamento funcional e as aulas de dança africana acontecem na própria pista de dança e, algumas vezes, com as luzes de balada acesas, para dar maior motivação aos alunos.

GVM - março 2020 - Bem Estar - Espaço170 1Na área da cultura, o Espaço170 abraça diversos projetos. Um deles, é o AfroFunk. “Trata-se de uma proposta de empoderamento feminino por meio da dança”, explica o sócio. “Nas aulas, que acontecem duas vezes por mês, as participantes aprendem a valorizar seu corpo e a deixar de lado tudo o que as reprime como mulheres”. Recentemente o local também abrigou um intercâmbio cultural de dança, realizado em parceria internacional pela Plattformplus. A proposta envolveu três artistas – um espanhol, um americano e um alemão -, que desenvolveram toda a coreografia usando as instalações do Espaço170 e fizeram lá os ensaios e uma apresentação de estreia, seguindo, depois, para a cidade de Munique, onde o projeto teve sequencia.

À noite, além das baladas ao som de DJs e shows de bandas de diversos estilos, a casa abre espaço para a realização de eventos corporativos, festas de aniversário e casamentos. Os clientes têm a liberdade de decorar o ambiente do jeito que desejarem e contam com a estrutura completa de bar e som. “Nos eventos corporativos, oferecemos open bar e open food, o que facilita a organização”, diz Gonçalves. Atualmente, segundo ele, a proposta tem atraído muitas produtoras de vídeo e empresas do ramo de Marketing e Mídia presentes na região. “Nosso objetivo é oferecer aquilo que a Vila Madalena precisa, nos adaptando ao perfil do bairro”, salienta o sócio. (Lucia Oliveira)

Espaço170, Rua Inácio Pereira da Rocha, 170, Vila Madalena, WhatsApp eventos 98933-2751, WhatsApp aulas 97609-3182, Instagram: @espaco170, Facebook: Espaço170

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA