Praça mais segura

0
98

A praça do Pôr do Sol, no Alto de Pinheiros, desde novembro tem segurança 24 horas, através de parceria entre moradores e a Prefeitura Regional de Pinheiros.

Ponto de atração turística da cidade, a praça Pôr do Sol, nos finais de semana recebe um grande número de pessoas se reúne no entardecer para curtir o pôr do sol e contemplar a visão panorâmica da Universidade São Paulo (USP). Porém, algumas desses frequentadores não vinham à praça tão somente para curtir a paisagem. Equipados com carros com som alto, durante a madrugada, o transtorno para os moradores do entorno da praça era grande.

IMG_4795

A situação mudou a partir da parceria da Prefeitura Regional de Pinheiros e a comunidade. O então prefeito regional de Pinheiros, Paulo Mathias, destinou parte do dinheiro que tinha para a frota, e contratou uma empresa terceirizada para fazer a segurança da praça 24 horas por dia.

Segundo Marcia Wood, moradora da região e diretora da SAAP (Sociedade Amigos do Alto de Pinheiros), “Nos últimos anos a frequência da praça aumentou muito. Desde venda ilegal de bebidas, muito barulho, acúmulo de lixo, depredação em zona residencial, entre outros abusos. Até um jovem foi baleado por aqui”, resume a situação. “Criamos um grupo de trabalho entre os moradores e buscamos solucionar esses problemas junto a PM através da 1ª Cia e 23º Batalhão, Polícia Civil e prefeitura”.

IMG_4794 (1)

A praça recebeu uma guarita com banheiro, copa e espaço para os vigilantes que ficam 24 hora, melhoria na iluminação pública, câmeras de segurança ligadas ao sistema City Câmera e isso diminuiu em muito os problemas que os moradores tinham. A Polícia Militar, a Civil e a Metropolitana fazem o patrulhamento normal. “O abuso diminuiu mas ainda é preciso coibir os ambulantes ilegais que também são responsáveis pelo lixo deixado pela praça”, explica a diretora da SAAP.

Boa parte gramada e 31 mil m2 de área, a praça Cel. Custódio dos Santos (nome oficial), tem pistas para caminhadas, equipamento para ginástica, playground rústico, um grande número de árvores remanescentes da mata atlântica e é possível visualizar muitos pássaros. E o declive natural da praça permite que as pessoas possam apreciar o pôr do sol. (GA)

www.saap.org.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA