O afeto vai à mesa

0
212

Foto: Divulgação

Divulgação
Cozinha com Afeto: ravioli de espinafre

“Cozinha é lugar de emoção”, avisa a chef Dani Gross que comanda o fogão e é a criadora dos pratos da Cozinha com Afeto.

Para Dani Gross, “cozinha é um lugar de criatividade, dedicação e amor”. Esses conceitos ela diz ter herdado da avó materna que sempre cozinhou muito bem e inspirou a neta a explorar esse mundo da gastronomia.

Divulgação
A chef Dani Gross, do Cozinha com Afeto

Daniele Gross, prefere ser chamada de Dani, é agitada por natureza. Mas ao contrário de muitos chefs, “é na cozinha que eu deixo meu estresse. Tem dia que acordo super cedo e venho para cozinha criar um novo prato ou cozinhar um molho, fazer uma massa ou um recheio”.

Nhoque de mandioquinha
Nhoque de mandioquinha

Os pratos da Cozinha com Afeto podem ser pedidos através do site, telefone, WhatsApp e Messenger. Ela envia o cardápio e atende aos pedidos de clientes da Vila Madalena, Vila Beatriz, Vila Ida, Vila Leopoldina, Lapa, Perdizes, Pompeia, Vila Ipojuca, Vila Romana e Pinheiros. Dani lembra que é cobrada uma taxa de entrega de acordo com o endereço para cada pedido e é informado ao cliente na hora da encomenda.

Dani além de cozinheira é jornalista formada e professora universitária. “Gosto da vida acadêmica mas me dedico cada vez mais à Cozinha com Afeto”.

Suas criações culinárias são padronizadas em embalagens que servem, em média, duas pessoas (250 g de massa e 175 g de molho, por pessoa). Mas também pode entregar em embalagens maiores – até 1 quilo para massas e de 350 a 1 quilo para molhos. Boa indicação para solteiros ou casais ou famílias maiores.

Entre os mais pedidos, Dani destaca as lasanhas. “Lasanha verde (de espinafre) e a branca com molhos. Em embalagens de 500g – que serve duas pessoas, envia ao cliente nhoque, espaguete, raviólis, talharim e um dos sete tipos de molhos (ao sugo, bolonhesa, bechamel, dois ou quatro queijos, gorgonzola e funghi, em embalagens com 350 g. Segue junto as instruções com os procedimentos necessários.

A chef informa que só trabalha com farinhas nacionais de primeira linha. “Poderia trabalhar com as importadas. Mas isso iria encarecer muito o custo e temos no Brasil, farinha de boa qualidade como a Dona Benta  e Anaconda, por exemplo”. Utiliza em seus molhos tomate pelado e azeite importado. E o aroma que toma conta da sua cozinha, dá água na boca! (GA)

Cozinha com Afeto, de Dani Gross, Telefone 98472-1122 (WhatsApp),
www.cozinhacomafeto.com.br,
www.facebook.com/cozinhacomafeto.danigross

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA