Especial 20 anos – Comer e Beber — Um cardápio de sabores

0
322

Famosa pelos inúmeros bares e opções de restaurantes, a Vila Madalena é o destino de muita gente quando o motivo é beber ou comer. E por aqui, novidade é o que não falta. Prova disso são os estabelecimentos que o Guia da Vila Madalena publica em suas páginas regularmente. E muitos dos que chegaram há mais tempo, continuam firmes e fortes não só no bairro como na cidade.

Arquivo
Alternativa, armazém, loja e restaurante em um só endereço

Alternativa Casa do Natural. Um dos pioneiros da alimentação natural na Vila Madalena. Inaugurado em 1994, tem uma cafeteria, um restaurante com sistema de bufê de pratos vegetarianos e veganos e um empório com mais de 5 mil itens de produtos de origem orgânica e natural. R. Fradique Coutinho, 910, tel. 3816-0706.

Arquivo
Empanadas Bar, como o nome sugere, empanadas são os destaques

Empanadas Bar. Em 1990 dois sócios, um argentino e outro chileno abriram este bar onde a empanada era a grande novidade. Desde então, o pastel recheado e assado típico da culinária dos países vizinhos como Argentina e Chile conquistou o paladar de muita gente por aqui. Mas além das empanadas, o cardápio oferece outras sugestões para acompanhar a cerveja gelada. O pequeno espaço deu lugar a dois salões e com mesas na área externa que lotam nos finais de noite e é ponto de encontro de novas e velhas gerações. R. Wisard, 489, tel. 3032-2116.

Arquivo/Tiago Gonçalves
Fernando Carneiro, chef do Consulado Mineiro, foi capa do GVM de dezembro de 2010

Consulado Mineiro. O chef Fernando Carneiro é de Senador Firmino, Minas Gerais e sua culinária tem receitas tradicionais de origem mineira. Seu restaurante na Vila Madalena completou recentemente 25 anos. O cardápio tem no bufê, desde saladas a pratos quentes como tutu à mineira, feijão tropeiro, quibebe com carne de sol, vaca atolada e outras delícias. E para finalizar a refeição, tem doces mineiros típicos como a ambrosia, arroz de leite, doce de leite, goiabada cascão e queijo minas. Na loja anexa, cachaças e outras iguarias vindas de Minas Gerais. Ê trem bão, sô!

Galinheiro Grill. “Tudo começou em 1992 em um espaço de 30m²”, lembra Sonia Regina Guerra Camargo que abriu o local com o marido Jurandir. Depois de 25 anos, o cardápio e o espaço do Galinheiro cresceram bastante. Uma das características do lugar são as filas de famílias nos finais de semana em busca dos galetos assados e acompanhamentos. R. Inácio Pereira da Rocha, 231, tel. 3816-3208

Jacaré Grill: carré de cordeiro
Jacaré Grill: carré de cordeiro

Jacaré Grill. Desde 1990, a casa é comandada pelo casal Marcelo “Jacaré” Silvestre e Cintia Camargo. As carnes são os destaques deste simpático buteco. Tudo começou em um pequeno espaço com um braseiro na calçada que oferecia picanha na brasa e cerveja gelada para viagem. O espaço e o cardápio cresceram bastante.  As receitas típicas são pastéis e porções para acompanhar cerveja e outras bebidas. R. Harmonia, 305/317, tel. 3816-0400.

Pira Grill, picanha fatiada na chapa.
Pira Grill, picanha fatiada na chapa.

Pira Grill. Os donos, Pedro Costa e Vera Marta Costa criaram três endereços: Pira Grill, Pira Sanduba e Piratininga Bar (este  não é mais deles). Os bares criados, mesmo com o crescimento da concorrência na região, ainda são referência. O Pira Grill (R. Wisard, 161) é maior e os assados, além das pizzas servidas à noite. Por sua vez, o Pira Sanduba (R. Wisard, 130) é dedicado aos sanduíches.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA