Daniel Annenberg: “por uma cidade ágil”

0
958

Foto: Divulgação

Divulgação
O atual secretario de Tecnologia e Inovação da cidade de São Paulo

Daniel Annenberg, morador da região da Vila Madalena, vereador eleito pelo PSDB, assume neste início de 2017 a nova Secretaria de Inovação e Tecnologia da cidade de São Paulo.

Graduado em Ciências Sociais pela USP e em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas, Daniel tem formação e vivência na gestão pública e na iniciativa privada. Há mais de 20 anos atua junto a diversos órgãos governamentais do Estado de São Paulo e do Governo Federal.

O Poupatempo é um deles. De 1996 a 2006, na gestão do governador Mario Covas, Daniel foi superintendente e responsável pela implantação do serviço que se tornou referência nacional no atendimento ao público. O serviço conta com mais de 72 postos no Estado de São Paulo e tem conseguido altos índices de aprovação pelos usuários. No local, o cidadão pode tirar ou renovar a carteira de identidade, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e outros serviços em um só lugar. O êxito do serviço levou Daniel a países como Rússia, Alemanha e Nicarágua para apresentar os pilares do Poupatempo e auxiliar “estas nações a implementarem lá o mesmo padrão de qualidade no atendimento à população que estabelecemos aqui”, informa Daniel.

De 2011 a 2016, Daniel assumiu a diretoria geral do Detran-SP, o maior órgão de trânsito da América Latina, que concentra dados de mais de 27 milhões de veículos e gera a documentação de mais de 23 milhões de condutores. Além de comandar a reestruturação do Detran-SP, sua gestão conseguiu reduzir a burocracia e melhorar o serviço prestado pela instituição. Hoje, o Detran, em seus postos de atendimento em todo o Estado de São Paulo, tem mais de 30 serviços disponíveis on-line e além de modernizar processos como as provas teóricas e práticas, reduziu eventuais fraudes, como a compra da habilitação.

Arquivo pessoal
O prefeito João Doria e Daniel Annenberg

A política também atraiu Daniel. Ele se candidatou por duas vezes a cargos eletivos, ambas pelo PSDB. Em 2014 concorreu a deputado estadual com a proposta de promover um serviço público ágil e eficiente aos órgãos públicos estaduais do Estado de São Paulo. Conseguiu 53.017 votos, porém, insuficientes para ser eleito. No ano passado, Annenberg concorreu e foi eleito a uma vaga na Câmara Municipal com 36.983 votos. Desse total, 38% (14.267 votos) foram dados por eleitores da zona Oeste.

Empossado vereador (e agora licenciado) e secretário no dia 1º de janeiro, Daniel afirma que “Acompanharei de perto os projetos principais da Câmara Municipal de São Paulo assumindo meu papel de parlamentar sempre que se fizer necessário. Tenho um compromisso muito grande com esta região.”

Com a eleição do prefeito João Doria Júnior (PSDB), Daniel participou ativamente da montagem do novo governo municipal e antes de ser anunciado, havia especulação que seria indicado para assumir a secretaria de Inovação e Tecnologia, criada pelo novo prefeito. Segundo Daniel, “a nova secretaria vai ajudar a cidade de São Paulo a tornar-se uma cidade mais ágil e inteligente. Nosso objetivo será articular com as demais secretarias a simplificação dos procedimentos, reduzindo a burocracia e encurtando caminhos”.

Entre os projetos que estarão a cargo de sua pasta, a secretaria de Inovação e Tecnologia, Daniel informa que, “temos alguns projetos extremamente relevantes pela frente como o Corujão da Saúde, que vai facilitar o agendamento e diminuir a espera por consultas médicas, um Centro Integrado de Operações que deixará a cidade mais segura por meio de um sistema de monitoramento e alta tecnologia, iniciativas ligadas ao empreendedorismo que facilitem a abertura e fechamento de empresas, o licenciamento ambiental eletrônico, entre muitos outros”.

Daniel conta que tem uma ligação bem próxima com a Vila Madalena. “Assim que me tornei independente, com vinte e poucos anos, mudei para o bairro. Morei muitos anos naqueles predinhos de época da rua Antônio Bicudo, um verdadeiro óasis no meio do frenesi da Teodoro Sampaio e da Cardeal Arcoverde”.

Conta ele que “circulo bastante a pé por esta região. Costumo tomar café com a minha família na padaria Covadonga, ao lado do colégio Vera Cruz, ou na Letícia da Natingui. Presenteio meus amigos com a boa seleção de títulos da Livraria da Vila, na Fradique Coutinho. Passeio com os cachorros na Praça das Corujas. Sou fã incondicional da Vila Madalena”, conclui Daniel.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA