Longe das pulgas,|carrapatos…

0
812

Foto:

Longe das pulgas, carrapatos...

É fatal… sair com seu cachorro no verão, apesar de necessário e divertido, pode atrair a atenção de pequenos seres que ficam à espreita, numa moita ou em algum grão de areia. Sim, são as pulgas, parasitas que adoram sugar o sangue do seu melhor amigo.

Para proteger seu pet e sua família, “o ideal é evitar áreas com muitas gramas, principalmente as malcuidadas e arenosas, mas, ainda mais importante do que evitar essas áreas é deixar o animal sempre em dia com os produtos contra pulgas”, ensina Juliana Maria Naves, médica veterinária especialista em felinos e responsável técnica pela Clínica Veterinária Entre Patas e Pelos.Ela diz que as doenças mais perigosas para nossos amigos são as que destroem os glóbulos vermelhos do sangue e causam anemia severa. “Essas doenças são causadas principalmente pelo carrapato em cães e pelas pulgas nos gatos, ambos parasitas que podem levar a um grave processo alérgico em que os animais chegam a se mutilar pela coceira, podendo ainda transmitir vermes”, explica.

No verão, mês de chuvas no Sudeste, o parasita mais ativo é a pulga. “Para controlar essa praga, é preciso aplicar produtos adequados, antipulgas/carrapatos a cada 28 dias ou a critério do médico veterinário, no animal ou colocar coleira específica para esse fim. A limpeza dos locais onde o animal fica também é necessária, fazendo uso principalmente do aspirador de pó, que é um grande aliado no combate desses parasitas”, diz a veterinária.

Ela acrescenta que para cada pulga no animal são mais de 90 no ambiente! “Pulgas e carrapatos só sobem no animal para se alimentar. Todo resto eles fazem no ambiente. Por isso, em casos de infestação, é necessária a dedetização do local.”

Para ver se estão com pulgas ou outros bichos, basta observar. “Pulgas evacuam no animal depois da ingestão do seu sangue, e essas fezes se parecem com espirais ou pontos pretinhos, que, ao molhar, ganham um tom de ferrugem fácil de enxergar. Já carrapatos parecem uma verruga. Como ficam grudados na pele, em geral podemos senti-los ao acariciar o animal”, orienta

A veterinária recomenda ainda escovação, que ajuda a tirar resquícios de pulgas e seus excrementos, além de pelo morto, e banho. “Banhos em gatos só em casos muito específicos, raças de pelo curto geralmente não precisam e de pelos longos a cada 30 dias, ou a critério médico. Já cães podem tomar banho a cada 15 dias”, finaliza. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA