Cineasta português ganha mostra

0
939

Foto:

Manoel de Oliveira: Uma História do Cinema

A obra do cineasta português Manoel de Oliveira (Porto, Portugal, 1908) integra programação da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.

Autor de mais de 54 filmes entre curtas, médias e longas-metragens, Manoel de Oliveira é um dos mais originais diretores da história do cinema. Em 2008, o Museu de Arte Contemporânea de Serralves, no Porto, sua cidade natal, o homenageou com uma exposição dedicada a sua obra.

A exposição, com curadoria de Paula Fernandes, chega ao Instituto Tomie Ohtake, depois de entusiasmado empenho dos diretores das duas instituições, Ricardo Ohtake e João Fernandes, à época diretor do Museu Serralves, e da atual diretora, Suzanne Cotter. E desde 2008, Manoel de Oliveira realizou mais cinco produções.

A exposição faz parte da Mostra Internacional de Cinema, e é uma homenagem a seu fundador, falecido há dois anos, Leon Cakoff, muito próximo a Manoel de Oliveira, admirador de sua obra e especial amigo.

Os filmes são o material da exposição, tendo como ponto de partida o modo como Oliveira reinventou o cinema ao criar uma linguagem única. Ao longo de vários momentos se descobre seu vocabulário particular por meio de trechos retirados de suas inúmeras obras, desde Douro, Faina Fluvial, de 1931, até Conquistador Conquistado, de 2012. 

“Estes excertos não são montados como meros materiais para um outro filme, nem perdem a sua natureza de fragmentos, mas ilustram recorrências e assuntos que serão úteis apresentar a quem agora irá ter ocasião de descobrir ou redescobrir a obra de Oliveira”, afirma a curadora Paula.

Fotografias, manuscritos e textos também ilustram a mostra. Manoel de Oliveira ganhou respeito e admiração internacional pelo seu trabalho e, apesar da idade avançada, continua a produzir filmes. 

Manoel de Oliveira: Uma História do Cinema
De terça a domingo, das 11 às 20h, até 10/11
Instituto Tomie Ohtake
Rua Coropés, 88
Telefone 2245-1900

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA