O amor está entre nós

0
822

líbrio ou mal-estar, isso não é amor”. E sobre relações humanas, Carlos tem mais a dizer: “Todo comportamento que a gente espera que outra pessoa tenha, não é da outra pessoa, ele é nosso. E se você não souber diferenciar o que é seu da outra pessoa, vai ficar magoado com ela toda vez que ela não tiver uma atitude ou comportamento que é o seu. Isso significa inconsciência – ou falta de esperteza”.
Para o terapeuta, “nós nascemos na frente de um tear, onde ficamos idealizando o homem ideal, a mulher ideal, o trabalho ideal, a família ideal, o filho ideal. Não é a realidade. Precisamos aprender a flexibilidade para se adaptar à realidade, porque a incapacidade de se adaptar e aceitar a realidade é que faz as pessoas se frustrarem”.
Amor é uma energia que movimenta a criatividade, a criação, a vida, a qualidade de vida; a energia do amor tem a ver com zelo, com responsabilidade, com paciência, com tolerância, com compaixão que é compreensão. Segundo Carlos, “amor não é algo que se aprende a fazer, mas uma consciência que se permite manifestar.”
A longa experiência de Carlos Florêncio levou-o a produzir o CD Energia Rosa, lançado agora em junho. Através de meditações conduzidas, a narração pretende levar o ouvinte à expansão da consciência amorosa que há em cada ser humano. “O amor é a energia que nos faz conectar com as coisas. Se você não entende a energia do amor, não se conecta com nada”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA