Biquínis para gordinhas

0
1456

Diariamente somos bombardeados pela mídia por corpos femininos esculturais, que vendem cervejas, carros e também biquínis, bronzeadores e muito mais coisas. Mas o mundo real é assim, feito de mulheres perfeitas? Não, claro que não. É só dar uma voltinha pelos arredores que nos deparamos com os mais variados tipos de mulheres: a maioria bem longe dos corpos perfeitos veiculados.  
Segundo o último censo do IBGE, os números mostram que 30% da população está obesa. Daí que “gordinha” é estar no sobrepeso, o que aumenta esse número. Pensando nisso, Cássia Bufolin abriu, há três anos, uma loja voltada para o público feminino que usa tamanhos maiores: a Rechonchée. “A gordinha é excluída quando não acha no mercado roupas para o seu tamanho. Classifico meu comércio como uma questão de inclusão social”, afirma Cássia. E é verdade: sua loja recebe um público variado e de toda a cidade de São Paulo, de gente mais velha e de muita gente jovem também. Através do site, Cássia atende o País inteiro e já tem pedidos para abrir franquias em cidades como Manaus, São Luís e Porto Alegre. “Quando abrimos a loja, tínhamos uma dimensão meio equivocada do que era gordinha, porque o mercado não oferecia nada bacana para tamanhos maiores”, contou Cássia. Ela decidiu abrir a loja direcionando para os tamanhos 46 e 48, mas hoje o que mais vende são para os tamanhos 50 a 54.
Com a entrada do verão, os biquínis e maiôs em tamanhos grandes têm muita procura. “Tanto os biquínis quanto os maiôs vão do 46 ao 58”, informa a proprietária, sendo que apenas dois modelos vão até o 58. Biquínis mais cavados, com calcinha de dois dedos de largura são muito procurados. “Temos também sunquíni, porque uma pessoa desse tamanho sem dúvida tem uma barriguinha e esse modelo é mais indicado”, garante Cássia. Nesse momento, a auto-estima tem que se aliar com o bom senso: “Na praia a gente vê isso de maneira muito clara. Se não tiver bom senso na hora de usar um biquíni, resvala ao ridículo”, conclui ela. A loja também oferece bolsas e chinelos de praia, acessórios, além de pijamas, camisolas e lingeries especiais para dia e noite. “É a única loja específica de lingerie para gordinha que eu tenho conhecimento em São Paulo e no Brasil”, garante Cássia.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA