A volta dos festivais

0
1236

Os festivais de música que tempos atrás trouxeram tanta gente boa para o cenário musical estão de volta. Só que desta vez, espera-se que os novos talentos venham das faculdades. Chegou a hora dos universitários mostrarem seus talentos tanto em música como na arte digital (3D, fotografia e games), através do Fun Music – Festival Universitário de Música e Arte Digital, idealizado pela A4VBN Eventos, empresa que atua no segmento de eventos desde 2000 e tem sede na Vila Romana.
No último dia 25 de agosto na Casa das Caldeiras, foi feita a apresentação oficial do Fun Music para a imprensa, patrocinadores e convidados e a banda D3 fez o show de encerramento.
A organização do festival conta com a mobilização dos estudantes universitários, além de 120 promotores, responsáveis pelas ações de integração nas instituições de ensino superior.
Dividido nas categorias música e arte digital (3D, fotografia e games) o festival recebeu na primeira fase, pela internet, 498 inscrições. Agora, os trabalhos em 3D serão avaliados por Marcelo Baltazar, da Burti que fará a seleção. As fotografias serão julgadas pelo fotógrafo Bruno Cals. E as 72 músicas que estarão concorrendo nas 12 etapas serão selecionadas pelo júri com experiência neste tipo de disputa, formado por Juca Novaes, Helton Altmann (produtor musical e sócio dos bares Filial, Genésio e Genial), Carlos Rennó, Celso Viafra, Kid Vinil, Arrigo Barnabé e Mauro Dias.
As 72 músicas selecionadas serão defendidas pelos seus criadores em 12 etapas eliminatórias que acontecerão entre os dias 19 de setembro e 31 de outubro na capital e cidades do interior do Estado de São Paulo. A grande final será no dia 29 de dezembro no Guarujá. A banda Inimigos da HP fará o show de encerramento da etapa de São Paulo, a NX Zero em Americana e Os Titãs em Ribeirão Preto.
Aos ganhadores nas categorias artes digitais e fotografia, serão oferecidos estágios em agências e estúdios renomados e prêmio em dinheiro. Serão R$ 40 mil aos primeiros colocados, de acordo com a categoria.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA