Paraty em aquarelas

0
1217

Kelly Monteiro

“Fui transportado no tempo quando percorri as ruas, atento para manter o equilíbrio ao caminhar sobre as pedras pé-de-moleque, em períodos inundadas pela invasão da maré e habitadas por minúsculos caranguejos”. Assim, o artista plástico, caricaturista e ilustrador Gonzalo Cárcamo descreve um pouco do que sentiu ao conhecer Paraty, no Estado do Rio de Janeiro. A cidade, que é patrimônio histórico nacional, foi fonte de inspiração para a produção de uma série de pinturas, realizadas ao longo de quatro anos, que resultaram no livro “Aquarelas e variações sobre Paraty”, lançado pelo artista em setembro deste ano.
Foi em 1999 que Cárcamo conheceu a cidade e se apaixonou. Do contato com a Casa da Cultura de Paraty surgiu a oportunidade de fazer uma exposição de aquarelas e caricaturas, muitas delas publicadas em jornais como o Pasquim. “Minha primeira exposição aqui no Brasil foi sobre Ouro Preto (MG), também em aquarelas. Sabia que Paraty é uma cidade super importante e fiquei fascinado por poder mergulhar um pouco na história da região”, conta. O trabalho repercutiu e Cárcamo foi convidado para ter um espaço permanente em Paraty, para pintar e fazer exposições, mas não chegou a ir morar na cidade. Entre idas e vindas, ele foi passando para as telas o entusiasmo que uma cidade como Paraty pode provocar em um artista, por sua beleza e história.
Nas aquarelas, Cárcamo retrata detalhes da cidade como os pescadores no mercado, as ruas invadidas pela maré, as igrejas, a luminosidade do amanhecer, os dias chuvosos, a praia, os barcos. “Isso é mágico”, lembra, ressaltando a importância de se conciliar as necessidades dos moradores com a preservação histórica.
O caricaturista diz ainda que gostaria de fazer este projeto em outras cidades do Brasil, para mostrar sua visão como artista, sem a intenção de retratar a cidade ou a cultura da região. “A idéia é pintar lugares que me sensibilizam”, observa.
Vale a pena conhecer mais o trabalho de Gonzalo Cárcamo, que divide seu tempo colaborando com várias editoras do Brasil, através das ilustrações que produz, e as aulas de aquarela (curso com inscrições abertas) no Atelier Altamira, na Vila Madalena, onde também estão expostas as aquarelas de Paraty e onde se pode adquirir o livro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA