O reduto do rock

0
847

Kelly Monteiro

Os roqueiros ganharam um novo point na Vila Madalena. O Dynamo Bar chegou no bairro para completar a gama de opções dos mais variados gêneros de que dispõem os baladeiros e boêmios.
O nome da casa traz uma referência importante: vem do famoso bar Holandês reduto de várias bandas em início de carreira que cresceu de tal forma e acabou se tornando um dos mais importantes festivais da Europa, referência para os roqueiros de todo o mundo. A idéia de trazer um pedaço do Dynamo para o Brasil foi de Leimi Okoda e Eric de Hass, ex-fotógrafo e colaborador do festival. Há cinco anos no Brasil eles notaram a necessidade de recriar o mesmo clima agradável do bar e do festival que freqüentavam e de certa forma ajudaram a fazer crescer. E a Vila foi escolhida para ser este ponto de encontro e abrigar um espaço a mais para divulgar as bandas do gênero. “O bairro me atrai muito por ser um pólo cultural, onde há coisas interessantes e gente bonita. A Vila Madalena tem alma”, diz Leimi.
O que primeiro chama a atenção no Dynamo Bar é a decoração, que gera um clima agradável e descontraído: velas e luzes coloridas dão um toque especial. Cartoons, espirais com velas na parede, um lustre artístico iluminando a pista de dança e credenciais utilizadas pelos proprietários ajudam na composição. Poltronas para grupos, banquetas com mesinhas para casais e a pista de dança localizada no fundo foram bem distribuídos. O público freqüentador está na faixa dos 35 anos, como destaca Leimi: “Montamos uma casa de rock para um pessoal mais exigente”.
Além das noites tradicionais, a casa realiza eventos fechados. Um deles foi a festa de lançamento do DVD “Live in Concert – Inside My Drums”, do baterista do Angra, Aquiles Priester. O vídeo registra um dos workshops que o batera fez ao longo de 2003 pelo Brasil e foi gravado no Auditório Mix Music Hall do EM&T, em São Paulo. Assistindo-se ao DVD fica fácil entender porque Aquiles é considerado o principal baterista de Heavy Metal no País. Ele apresenta toda sua técnica interpretando oito músicas do Angra, quatro de sua outra banda, o Hangar, e dois covers (Deep Purple e Journey). Tudo isso pilotando uma bateria com quase 30 peças. A precisão e velocidade de Aquiles parecem simplesmente inalcançáveis.
Ou seja, o Dynamo Bar, ao que tudo indica, veio para ficar e para se tornar um importante reduto do rock na Vila Madalena.

Fonte: www.mundorock.net

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA