Histórias de “bêbados”

0
1039

O ambiente de bares e botecos sempre foi propício para que histórias de amor, discussões políticas e futebolísticas e outros casos se desenrolassem, inspiradas pelos copos de cerveja a mais. Na Vila Madalena (onde mais poderia ser?), um tradicional bar conseguiu a feliz façanha de reunir 17 contos escritos por verdadeiros boêmios em um único livro: Uma Antologia Bêbada – Fábulas de Mercearia.
Tudo começou em uma mesa de bar. Marcos Issa Benuthe, um dos proprietários da Mercearia São Pedro – que reúne intelectuais desde o início dos anos 1980 -, desafiou alguns amigos, assíduos freqüentadores do bar e familiarizados com o universo literário, a escreverem um conto cuja narrativa fosse de teor alcoólico. Os “escribebuns”, como diz Marcos, se puseram então a contar suas histórias de bêbados e cachorros, de garrafas e paixões, de escritores e garçons. Nelas, além da própria Mercearia onde são ambientados grande parte dos contos e de seu dono, o “personagem” mais citado é o França, simpático garçom e um dos funcionários mais antigos da Mercearia que agora virou “muso inspirador”.
Marcos cogitou que se fizesse um concurso para escolher o melhor texto, mas dada a qualidade de seus autores, solicitou a ajuda do editor da Ciência do Acidente, que também assina uma das histórias, Joca Reiners Terron, para organizar a coletânea de textos que, em princípio, deveria ter cinco mil caracteres cada um. Porém, alguns dos escritores, assim como acontece com a bebida, excederam na escrita e chegaram a 50 mil caracteres como é o caso do escritor Reinaldo Moraes e sua crônica “Privada”, na qual aparece um personagem resgatado do conto de outro autor do livro: o dramaturgo Mário Bortolotto.
Todos os contos têm algo em comum: o humor. Seja nos contos de jovens autores como Antonio Prata ou dos mais conhecidos como é Xico Sá. Completam a coletânea Andréa Del Fuego, André Sant’Anna, Bruno Zeni, Chico Mattoso, Clarah Averbuck, Índigo, Ivana Arruda Leite, José Alberto Bombig, Marcelino Freire, Matthew Shirts, Nelson de Oliveira e Ronaldo Bressane.
Antologia Bêbada está à venda somente na Mercearia São Pedro a 20 reais e já é um sucesso. Marcos e Joca até cogitam uma segunda edição, talvez com textos extras. Nem tudo que começa em um bar dá errado!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA