Festival inédito no Goethe-Institut

0
171

Foto: Divulgação

Divulgação
Cena do documentário sobre Humboldt

O Science Film Festival pretende despertar o gosto e a curiosidade pela ciência. O evento acontece pela primeira vez no Brasil e reúne uma seleção de filmes curiosos, instigantes, divertidos e científicos para todas as idades. O Festival tem o apoio do Goethe-Institut e o Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, em cooperação com o ComKids.

Os filmes poderão ser vistos na sede do Goethe-Institut (R. Lisboa, 974, Pinheiros) e em outros 14 endereços na cidade, 14 unidades dos CEUs integrantes do Circuito Spcine de cinema da Prefeitura de São Paulo.Toda a programação está disponível em https://www.goethe.de/prj/sff/pt/faw.cfm

O documentário “Humboldt e a Redescoberta da Natureza” (de Tilman Remme, Alemanha, 2019), abre o festival no dia 6 de novembro na sede do Goethe-Institut (R. Lisboa, 974, Pinheiros). Após o filme acontece um debate com o físico Paulo Artaxo e a pesquisadora Maria Cecília Wey de Brito. A moderação é da jornalista e pesquisadora Mariluce Moura.

Goethe-Institut-Festival-Div1Nesta edição, o Science Film Festival tem como tema central as ideias do cientista e pensador alemão Alexander von Humboldt (1769-1859), em comemoração aos seus 250 anos de seu nascimento. Pioneiro do ambientalismo, Humboldt estudou temas como a sustentabilidade e as mudanças climáticas provocadas pelo homem. Os filmes serão exibidos em 14 unidades dos CEUs integrantes do Circuito Spcine de cinema da Prefeitura de São Paulo.

No filme, a historiadora Andrea Wulf faz uma empolgante viagem pelo mundo e leva o espectador às corredeiras do rio Orinoco e aos picos mais altos dos Andes, que influenciaram o novo entendimento de Humboldt sobre a natureza. Alexander von Humboldt foi um dos exploradores mais importantes da Alemanha e foi parcialmente responsável pelo reconhecimento da geografia como ciência empírica. Suas viagens de pesquisa o levaram à América Latina, aos Estados Unidos e à Ásia Central, onde conduziu trabalho de campo científico em várias áreas, incluindo física, química, geologia, botânica e astronomia. No entanto, foi apenas recentemente que sua compreensão inicial das questões ambientais se tornou um foco de pesquisa.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA