Expo 18, a nova exposição de artes plásticas da Shunkun Artes e Cursos

0
182

Foto: Gerson Azevedo

Gerson Azevedo
Professor Ito e Tereza, responsáveis pela Shunkun.

Artes plásticas em exposição na Shunkun

Tradicional escola de artes plásticas, a Shunkun Artes e Cursos, promove de 6 a 15 de dezembro exposição de trabalhos de seus alunos e mestres.

A Expo18 reúne 110 obras de 36 alunos da escola de artes plásticas. São várias técnicas e estilos como as telas em acrílico, shodô (a arte da caligrafia oriental feita com pincel umedecido na tinta), sumiê (que usa tinta a base de carvão), pintura com areia, aerógrafo, 3D e técnicas mistas. A mostra vai de 6 a 15 de dezembro, das 10 às 18h, com entrada gratuita.

Alunos e professores apresentam seus trabalhos. (Arquivo)
Alunos e professores apresentam seus trabalhos. (Arquivo)

A Shunkun é uma escola especializada em técnicas de pintura e arte com ênfase em técnicas japonesas, assim como técnicas europeias e foi fundada por Kaoru Ito. “São 28 tipos de pinturas e cada uma tem suas variáveis”, lembra  Ito que divide com sua esposa Tereza a responsabilidade das aulas e a administração da escola de arte.

Vale contar um fato marcante da vida do professor Ito. Ele é um sobrevivente da bomba atômica de Nagazaki, em agosto de 1945. Três dias antes os bombardeiros norte-americanos haviam lançado a primeira bomba atômica sobre o Japão e destruíram a cidade Hiroshima. Ito conta que sobreviveu porque estava fora da cidade na hora que a bomba foi lançada em Nagazaki. “Um clarão e um calor muito grande é o que me lembro daquele dia. Quando voltamos à cidade, não havia mais nada. Tudo estava destruído!” Ele perdeu vários parentes e amigos. Dias depois, o Japão se rendeu aos Estados Unidos e a guerra acabou!

Sem condições de ficar no Japão ele partiu para a Itália para morar com um tio  pintor. Depois de anos de estudos veio para o Brasil para morar com uma tia no interior paulista. De Santos veio para à Estação da Luz para seguir para o interior. A estação o impressionou e foi tema de várias de suas telas, algumas delas estão no acervo da Assembleia Legislativa, em empresas, em residências e em Nagazaki, sua terra natal, tem uma obra que deu nome de ‘Paz’.

No interior, além de pintar ele ministrou aulas de judô e karatê. Retornou à capital para trabalhar com retoque americano e chegou a ter, em Pinheiros, um grande estúdio atendendo indústrias e o mercado publicitário. O estúdio foi fechado quando Ito foi convidado para trabalhar no Japão em uma das unidades da Toyota. “Achei que nunca mais voltaria ao Brasil!”, recorda. Retornou ao Brasil em 2001 para fundar a Shunkun Artes e Cursos.

Desde então, a escola formou mais de 300 artistas e Ito diz que exige que os alunos “tenham vontade de aprender a arte da pintura, que tem começo mas não tem fim”, lembra ele. A nova edição da Expo18, é uma forma de incentivar os alunos a expor e vender suas obras. “E muitos deles já têm uma carreira de sucesso”, afirma.

Além da exposição, o casal comemora mais um ano da imigração japonesa ao Brasil. No ano de 1908, os primeiros imigrantes japoneses chegaram ao porto de Santos a bordo do navio Kasato Maru, por coincidência no mesmo dia e mês em que o professor Ito seu comemora aniversário: 18 de junho. (GA)

Expo18 Shunkun Artes e Cursos, Rua Mourato Coelho, 520, Pinheiros, Telefones 97127-7769 e 99257-8518, www.shunkun.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA