Incertezas rondam o Sacolão João Moura

0
335

Foto: Gerson Azevedo

Gerson Azevedo
Sacolão João Moura

Sacolão Municipal João Moura, pode passar pro reformulação e permissionários estão temerosos com o futuro.

Instalado sob o viaduto da avenida Paulo VI, o Sacolão é um ponto de referência para a região. Além do hortifrúti que ocupa a maior área do espaço e atrai o maior público, existem outros oito boxes, com peixaria, avícola, empório, jardinagem. O movimento maior acontece nas manhãs de quarta, sábado e domingo.

Gerson Azevedo
Fátima Moura, da Peixaria Ilha Bela

A família de Fábio Vinicius Hardt Salvador é dona do hortifrúti desde a inauguração. Ele conta que foi convidado pela SMTE para ocupar uma área no Mercado de Santo Amaro. “Meu pai foi conhecer e voltou decepcionado, lá são 50m² em uma tenda. Aqui, temos cerca de 250m². Isso não nos interessa e queremos continuar aqui”, diz.

A Secretaria Municipal de Trabalho e Empreendedorismo (SMTE) é responsável pelo espaço. Em nota, a SMTE informa que a reforma tem “com o objetivo de modernizar o equipamento, fortalecer a política de segurança alimentar e atender uma demanda da sociedade, (…) A proposta é prestar atendimento em outro formato, com todos os boxes ocupados e com operação de segunda a segunda (…)”

Continua a nota, “projeto da SMTE, ainda em fase de conceituação, prevê a comercialização de produtos orgânicos, veganos e especiais, (…) ter uma cozinha-escola, sala de palestras e novas áreas comerciais, ampliando o espaço e o serviço à comunidade. A ideia é ter ali, além da comercialização dos produtos, um centro que desenvolva atividades ligadas à segurança alimentar, como qualificação e estudo”.

Inicialmente a reforma seria iniciada em abril e finalizada em julho. Para os comerciantes a proposta da SMTE não atende seus interesses. “Quem vai explorar o sacolão? Desconfio que têm grandes empresários atrás da proposta da SMTE”, diz Fábio.

Sacolão João-GA(6)

Hoje, o sacolão tem nove boxes ocupados por permissionários. Outros estão fechados há anos. Fátima Murra, é dona da Peixaria Ilha Bela e está no sacolão desde 2014. “Fiquei sabendo pelo SPTV da Globo sobre a intenção da SMTE. Se eu for obrigada a sair quem vai me indenizar de todo o investimento que fiz aqui no box?”, pergunta a comerciante. “Pelo que sei não há produtores suficientes de orgânicos e os clientes não estão dispostos a pagar mais caro por esses produtos. E nós como ficamos?”

Para defender a permanência, os permissionários criaram o abaixo-assinado virtual no www.peticaopublica.com.br. Também tem uma lista à disposição dos interessados no sacolão. Finalizando a nota do SMTE, “Com o intuito de garantir o sucesso do local, a SMTE ampliou o prazo de debate das propostas com os envolvidos. No caso dos atuais permissionários, a SMTE estuda a possibilidade de manter aqueles que se adequarem à nova proposta”.

Sacolão Municipal João Moura, Rua João Moura/Galeno de Almeida, Baixo do Viaduto Paulo VI, Quarta a domingo, das 7 às 18h

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA