A praça é do povo

0
74

Foto: Gerson Azevedo

Gerson Azevedo
Praça Horácio Sabino, recuperada pelos moradores

Uma praça com 13 mil m², no Jardim das Bandeiras, foi revitalizada graças ao empenho de seus moradores e hoje é um exemplo para a cidade.

A praça até 1958 tinha o nome de Gaspar Barléus. Através de Decreto-Lei 5529 passou a ser chamada de Horácio Sabino. O homenageado foi taquígrafo, editor, advogado e empreendedor imobiliário. Sócio da Companhia City, criou vários loteamentos na cidade, um deles é onde hoje está o Jockey Club.

Gerson Azevedo
Guilherme, Vera e Analice, diretores da Phrosa

De volta à praça, ela foi idealizada pela arquiteta Rosa Grena Kliass e foi o seu escritório que assinou o projeto de revitalização. A reforma teve início em outubro de 2016 e foi finalizada em maio último a um custo estimado em R$ 1 milhão, bancado pelos moradores.

O processo que resultou na adoção da praça junto à prefeitura levou alguns anos. Iniciou com a Associação Amigos do Jardim Bandeira, mas sem grandes resultados, por isso os moradores do entorno da praça resolveram criar a Associação Praça Horácio Sabino (Prhosa) para agilizar o processo. A Prhosa é quem faz a manutenção e limpeza do espaço público, através de colaboração de seus associados e eventos comunitários, como informam as irmãs Marialice e Vera Levy e Guilherme Donnabella, fundadores e integrantes da diretoria da Prhosa.

Gerson Azevedo
Horta comunitária

“Antes da reforma, a praça não oferecia condições de uso, sem calçadas, bancos e área de lazer para as crianças”, relata a advogada Marialice. O empresário Guilherme lembra “que a praça é um espaço público e nós não somos os donos. Queremos que a praça seja utilizada e conservada por todos. E por ser uma área exclusiva de moradia, não é permitida a presença de vendedores ambulantes.”

Nos finais de semana, a praça recebe muita gente. As pessoas vêm para descansar, caminhar, brincar com os filhos e com os animais. E parece que a maioria não deixa lixo. Além do parque infantil, a praça tem equipamento de ginástica, horta comunitária e muito verde.

Aos sábados, além de skatistas, um grupo de slackline se reúne para praticar o esporte e, segundo Rafael Pinda, “está aberto para quem quiser aprender”, a se equilibrar na fita de 2,5 cm de largura.

Gerson Azevedo
Praticantes do slikeline se reúnem aos sábados

A Prhosa promove eventos para promover a interação dos frequentadores e arrecadar dinheiro para a manutenção da praça e os eventos são publicados na página no Facebook.

www.prhosa.com.br — www.facebook.com/prhosa

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA