Design em discussão

0
389

Mais um evento promete agitar a Vila Madalena. O Design na Brasa (DB-07), organizado pelo Centro Cultural Vila Madalena, destinado a profissionais e a estudantes do design e áreas relacionadas, em parceria com organizações ligadas às questões sócio-ambientais e culturais, acontece nos dias 27 e 28 de outubro, na Cidade Escola Aprendiz.
O tema desta edição, segundo Patrícia Ribeiro, idealizadora do evento, será o Aquecimento Global. O objetivo é apresentar propostas de produção eco eficientes e sustentáveis, através de oficinas, exposições, feira de livros e design e mais seis mesas de discussão sobre design digital, ambiental, social, moda, gráfico e produto. “Além disso, pretendemos mostrar cases de sucesso em relação ao meio ambiente”, diz Patrícia.
Entre os participantes estão Roger Tavares, design de vídeo game, que mostrará como é possível criar games que ajudam as crianças abordando questões como sustentabilidade e meio ambiente.
Destaque também para o argentino Christian Ullman que faz um estudo interessante das comunidades carentes. Ele reúne grupos de design para desenvolver produtos para essas comunidades e ensina a fabricarem estes produtos, proporcionando geração de renda para as mesmas. “Estamos pleiteando um espaço sob o viaduto João Moura para montarmos o Design na Brasa Oficina. Lá queremos desenvolver justamente este trabalho do Christian”, diz Patrícia.
O Design na Brasa também conta com a presença do professor Eddy, da Faculdade Belas Artes e da Faap, envolvido na Bienal do Design, no Ibirapuera; com Sheila Brabo, coordenadora do Centro São Paulo de Design, um braço da Fiesp, com parceria do Ipt e do Sebrae, e de Sérgio Dialetachi, ambientalista, trabalhou no Greenpeace durante muitos anos.
Professores de universidades conceituadas e profissionais também participarão do evento, além do subprefeito de Pinheiros, Nilton Nachle, o Secretário do Verde e Meio Ambiente do município de São Paulo, Eduardo Jorge Martins e o Jornalista, Gilberto Dimenstein.
Além das palestras, o público poderá apreciar a feirinha de artesanato na praça Aprendiz das Letras e participar das oficinas que acontecem também no Aprendiz.
“Gostaria de incentivar os estudantes a criarem seus projetos e que tragam para o Design na Brasa. É um evento para profissionais, mas aberto para estudantes. Quero que o Design na Brasa, já que estamos querendo partir para um instituto, capte projetos de pessoas que ainda não estão inseridas no mercado de trabalho, vire um facilitador entre os estudantes e as indústrias e que a gente consiga fazer um design de qualidade no Brasil”, finaliza Patrícia.
Os ingressos custam, para os dois dias, 30 reais e as oficinas 20 reais. Eles podem ser adquiridos pelo site ou nos pontos de venda do Ingresso Rápido. Para maiores informações acesse www.designnabrasa.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA