Aprender duas línguas

0
1099

Telephone, telefone. Inglês e português parecem tão simples nessas palavras, não é mesmo? Mas dominar um idioma requer anos de estudo. E quanto mais tarde é o aprendizado, mais difícil é conseguir se expressar com desenvoltura. Atualmente o conhecimento de outras línguas é de importância fundamental para qualquer profissional em qualquer área.
Pensando de maneira prática e objetiva, quem começar antes vai ganhar tempo na corrida por um emprego melhor. O ensino de línguas deve começar, de preferência, ainda na infância. Nessa fase a criança tem uma facilidade impressionante para adquirir outro idioma e, além disso, o aparelho fonador (lábios, língua, palato mole e duro, maxilar) ainda está em fase de formação e se adapta ao aprendizado de sons mais difíceis de pronunciar.
Localizada numa rua tranqüila e com muito verde, a Bluebonnet se propõe a ensinar inglês para seus alunos. Aberta há quase dois anos pelo casal Mirella Vitiello Aliaga e Fernando Schmidt, a escola recebe crianças a partir de quatro meses até seis anos. Seus 40 alunos estão divididos em período integral, meio período (das 8 às 12 ou das 13 às 17 h) e semi-integral (das 8 às 15 ou das 10 às 17 h).
Mirella foi educada em escola americana, se formou em pedagogia e também trabalha há 13 anos com bilingüismo. Ela afirma: “O inglês hoje em dia não é diferencial na vida da pessoa, ele é pré-requisito básico para qualquer emprego. Se você puder fazer isso para o seu filho agora, é a melhor idade.”
Além do ensino de inglês, a proposta pedagógica da escola é trabalhar as múltiplas inteligências, teoria defendida pelo psicólogo e professor americano Howard Gardner. Nela, as crianças são estimuladas a explorar todos os seus talentos (musical, lingüístico, lógico, espacial, social, físico, naturalista) e para isso contam com o ambiente estimulador, dinâmico e seguro que a escola oferece.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA