A moda do elastano

0
1068

O esperado verão chegou. Junto com ele, a Vila Madalena tem muitas novidades e uma delas é a nova loja da Marc Lab. A marca já está no mercado desde 2003. Atualmente, são cinco lojas em praias do litoral norte de São Paulo: Cambury, Camburizinho, Juquehy, Ilhabela e também em Paraty (RJ). Em São Paulo, são duas lojas, uma na rua Lisboa e a nova loja da Vila Madalena, na rua Fidalga.
Em todas elas, a mesma coleção de roupas de praia e para o dia a dia. Segundo Marco Sandoval, proprietário e estilista “com o elastano, a roupa ganhou muita praticidade”. Sua confecção foi a primeira a utilizar o laser no corte desse material. O avanço tecnológico do tecido com fibras de elastano deu novas interpretações e deixou de ser apenas uma roupa para ginástica e fitness. Virou moda e ganhou qualidade. O laser permitiu também que o acabamento das peças ficasse perfeito. “E o acabamento é essencial em uma roupa”, afirma o estilista.
Até os anos oitenta, a helanca era o material utilizado na confecção das roupas de praia. Hoje, graças aos avanços tecnológicos, as fibras sintéticas foram incorporadas a tecidos com elasticidade que se adaptou muito bem à anatomia humana, com qualidade estética. Os tecidos com elasticidade ganharam uma estrutura que até então não existia.
Inicialmente, as adeptas da ginástica e de atividades físicas eram os principais consumidores desses produtos. Como em boa parte do Brasil, praticamente não existe uma grande diferença de temperatura entre as estações, esse tipo de roupa acabou sendo incorporado no dia a dia de maneira natural. “Isso foi bom porque abriu mercado para todo mundo, ficou globalizado”, analisa Marco.
A nova coleção verão 2008 ganhou novas tonalidades e dá mais opções para se sair do preto e do branco básicos. “Todas têm a liberdade de escolher a cor que agrada mais”, conclui.
Praia pede uma moda livre e colorida e as estampas masculinas estarão nos biquínis que a Marc Lab criou para este verão. “Nosso biquíni, suas várias formas e cores, facilita um cem número de combinações, de uma maneira divertida”, diz Marco.
Naves espaciais e filmes como Star Trek e Jornada das Estrelas mais a praticidade do dia a dia que as roupas exigem atualmente, servem de inspiração para o apaixonado por filmes futuristas Marco Sandoval que estudou estilismo e modelagem. “Faço roupa pensando no futuro. Afinal de contas, ninguém no futuro irá para Marte com tafetá ou linho puro, irá com uma roupa prática”, aposta ele.
Seu conhecimento do tecido de fibra de elastano aconteceu por conta própria, nestas duas décadas de trabalho com moda. Fica sob sua responsabilidade toda a criação e a modelagem da roupa que leva sua marca. Quando pensa na nova coleção, “imagina o vestido em seda ou em outro tecido e transfiro esse modelo para o tecido com elasticidade”, revela a fórmula de sua criação.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA