Prepare-se para a Feira

0
499

A 27ª Feira da Vila está chegando! Este ano o evento mais tradicional do bairro e um dos maiores eventos artístico-cultural de rua da cidade acontecerá no dia 22 de agosto de 2004, das 8 às 21h, e se prepara para receber as inscrições de expositores. Como todo ano, a feira traz um tema provocador: “Que Porra é Essa?”, referência à música do bloco “Sacuda Vila” que completa 20 anos em 2004 e promete realmente sacudir o bairro.
Com uma freqüência média de 250 mil pessoas por ano, a Feira da Vila Madalena é realizada nas principais ruas do bairro. Segundo pesquisa realizada durante a última edição, pelos alunos do curso de turismo das Faculdades Integradas Teresa Martin (Fatema), o evento é freqüentado por um público de faixa etária entre 30 e 45 anos, formador de opinião e que acompanha a feira há mais de sete anos. O que os atrai são os grupos musicais, teatrais, e as barracas de comidas típicas e artesanatos, além de uma série de atividades para crianças e adultos.
Quem desejar engrossar estas estatísticas e participar do evento expondo seu trabalho, o Centro Cultural Vila Madalena (CCVM), organizador da Feira da Vila Madalena, abrirá inscrições no dia 14 e 15 de junho, a partir das 8h, quando será distribuída senha aos interessados. De acordo com Vângela Velozo, do CCVM, moradores das ruas Fradique Coutinho e Wisard, perímetro onde acontece o evento, têm prioridade na inscrição, reservada do dia 7 a 10 de junho.
No ato da inscrição, cada artista ou artesão deverá apresentar uma mostra ou foto do trabalho que será exposto e pagar uma taxa de 140 reais. “A principal característica da feira é promover o artesão. Portanto, não aceitamos produtos industrializados”, adverte, ressaltando que os donos de barracas de comidas frias pagam taxa de 160 reais e comidas quentes 180 reais. Entidades, instituições e organizações-não-governamentais devem mandar release com histórico e justificar qual será a destino dado à verba arrecadada no evento. As bandas terão o prazo de 21 de junho a 21 de julho para fazerem suas inscrições.
Em 2004, será repetido o sucesso da Rua das Crianças, onde a FNAC estará das 10 às 18h coordenando diversas oficinas e brincadeiras para a criançada. O Soho também já confirmou presença na feira e fará cortes de cabelos a preços simbólicos do qual a renda será destinada há uma ação social definida pelo grupo. As ONGs Cia do Bicho, Arca de Noé, SOS Mata Atlântica e Greenpeace também terão seus estandes montados no evento.
Vângela conta que algumas reformulações estão sendo feitas para a feira deste ano. Uma delas é a retirada do palco do Reggae e a inclusão do palco Chorinho, em rua ainda não definida. Há também a possibilidade de uma Rua das Flores na rua Fidalga, espaço ocioso nos eventos passados. Mas isto depende de parcerias com os lojistas do bairro, assim como a realização de um desfile de moda em pleno céu aberto às 12h. “Precisaríamos do apoio de algum profissional do meio para que não seja um desfile amador”, sugere Vângela.
Não só a programação da Feira da Vila está sendo remanejada, mas também a comunicação com o público. Este ano faixas espalhadas pelas principais ruas irão identificar o tema deste ano. Além disso, folhetos com a letra da música (veja box) será distribuído para que os visitantes possam acompanhar a música que será tocada na rádio da feira. Para quem está chegando agora, José Luiz de França Penna, presidente do CCVM, explica que o tema “Que Porra É Essa?” foi tirado do refrão da canção carnavalesca “A Tumba do Faraó” do extinto bloco da Vila Madalena. “Em 1984, estávamos em um momento ansioso de pré-democratização com várias questões a serem definidas. Hoje vivemos a mesma situação de incertezas. A resposta será dada de forma bem-humorada com a festa que é a Feira da Vila, que incentivará a discussão das atividades carnavalescas suspensa há anos”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA