Evento reúne ateliês da Vila

0
1183

O sucesso absoluto das edições anteriores do “Arte da Vila”, quando cerca de dez mil pessoas visitaram os ateliês e estúdios da Vila Madalena, transformou o projeto em um dos mais importantes e aguardados da cidade. Em abril, ele estará de volta. A quarta edição do “Arte da Vila” será realizada nos dias 2 e 3, das 10 às 19h, na Vila Madalena e a expectativa é de que seis mil pessoas percorram as ruas do bairro para conhecer os artistas e as obras de 60 ateliês diferentes. Além dos parceiros tradicionais como a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e a empresa Anhembi Turismo, o evento deste ano conta com o apoio da Associação da Vila Madalena, entidade formada por artistas, moradores, intelectuais e lojistas que buscam o desenvolvimento comercial, cultural e artístico da região. Inovações importantes serão adotadas nesta quarta edição. Por exemplo, os ateliês participantes serão exclusivamente da Vila Madalena e os artistas serão identificados por sua atividade principal (pintores, escultores, ceramistas etc) nos materiais de comunicação. “Entendemos que todos que vivem da arte e que trabalham aqui na Vila devem participar. E com isso temos uma diversidade de materiais muito grande: são ceramistas, pintores, pessoas que trabalham com tear, com patchwork, escultores… Inclusive, com a participação do Atelier Coringa, que faz gravuras e convidamos o pessoal do Imã Foto Galeria, por ser a única galeria de fotos do bairro”, diz o jornalista e historiador, Valfrido Lima, idealizador do evento. Os roteiros tradicionalmente distribuídos aos visitantes, com informações sobre cada artista, serão classificados a partir das ruas da Vila Madalena. Serão produzidos 70 mil mapas, mostrando a exata localização dos estúdios. Segundo Valfrido, “o objetivo principal é facilitar a visita, oferecendo informações para que o público possa percorrer todo o circuito, conhecer as atividades do seu interesse ou buscar apenas os endereços de sua preferência”.

Interação

O modelo aprovado pelo público nas três edições anteriores será mantido. Os visitantes poderão olhar, perguntar, aprender e interagir com o artista e adquirir suas obras. Oficinas e atividades especiais serão promovidas na maioria dos ateliês. Com o apoio do Metrô, quatro micro-ônibus sairão da estação Vila Madalena para percorrer todo o circuito; e os grafites de rua também fazem parte do roteiro oferecido aos visitantes e do itinerário dos micro-ônibus que vão circular nos dois dias do evento. Atendendo a uma solicitação dos visitantes, guias culturais vão fornecer informações sobre artistas e ateliês, tornando o passeio ainda mais educativo e cada ateliê terá um banner de identificação em sua fachada e faixas de divulgação serão colocadas nas principais esquinas do bairro. Uma novidade é que o Metrô abriu espaço para que seja feita uma exposição de fotos das peças dos participantes do Arte da Vila, do dia 15 de março até 15 de abril. “Essa é uma idéia de interagir mais, reflete uma avaliação que o metrô fez do último Arte da Vila porque de fato há uma maior utilização e interação”, observa Valfrido. O Projeto Arte da Vila é coordenado e organizado pela Proposta Editorial, assessoria de comunicação empresarial e projetos culturais dirigida por Valfrido que apresenta, além da extensa experiência profissional como jornalista e historiador, um compromisso com o resgate das tradições artísticas da Vila Madalena.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA