Movimento sem dor

0
240

Foto: Divulgação

Divulgação
Preparação física

Há mais de 20 anos na área, o personal trainer Francisco Pereira ensina que para ter um bom condicionamento físico é preciso, antes de mais nada, fazer o corpo se movimentar de forma correta.

Finalmente você criou coragem para começar uma rotina de treino? A iniciativa, sem dúvida, é um primeiro passo para uma vida mais saudável. Mas como saber se esse corpo funciona bem para aproveitar os benefícios do exercício? “Hoje nossa população vive um surto de falta de movimento, perdemos a capacidade de se mover. O exercício físico deve focar a saúde, a estética é consequência, devemos resgatar padrões básicos de movimento”, afirma o personal trainer Francisco Pereira. “A dor é amiga, não inimiga, ela está te passando uma mensagem de que algo não funciona bem em seu corpo, explica.

Divulgação
Francisco Pereira é personal trainer (Divulgação)

Francisco ensina que o primeiro passo para um condicionamento físico adequado é ‘reensinar’ o corpo a se movimentar de maneira correta. “O ser humano nasce flexível, basta observar uma criança brincando – ela consegue se esticar com facilidade e mantém sempre a postura correta. Mas com o passar do tempo, nos tornamos sedentários, ficamos o dia todo na frente do computador, do celular ou dirigindo e o nosso corpo perde a mobilidade”, ressalta o professor. “Quando fazemos um movimento, o corpo tem que estar seguro, sem sentir ameaça de se machucar, assim ele vai te dar mobilidade e criamos o movimento”, lembra. “Muitas vezes as pessoas sentem, por exemplo, dores na lombar ou nos joelhos e essas dores estão relacionadas à falta de movimentação do quadril e do pé”.

Toda essa teoria, extraída a partir de muito estudo e do investimento pesado em cursos, Francisco põe em prática com seus alunos na sala onde atende como personal, em um charmoso prédio comercial na Vila Madalena. É lá que funciona a Espaço 33, cujo lema é “Qualidade de vida através do movimento”. “No espaço 33 nós treinamos descalços, pensamos em fortalecer os pés, trabalhamos exercícios para as mãos e dedos, que são muito esquecidos mas precisam ser fortes para que o corpo todo se movimente bem”, lembra ele.

Agachamento é um teste básico. (Divulgação)
Agachamento é um teste básico. (Divulgação)

Para quem chega no Espaço 33 querendo fortalecer os músculos, o professor logo aplica um teste: pede ao cliente para ficar de cócoras ou simplesmente para abaixar e alcançar o pé. “A maioria não consegue nem chegar perto de fazer esses movimentos corretamente”, constata. Então ele explica ao aluno que, antes de iniciar um treino de força, ele vai trabalhar o movimento. “Aos poucos, então, o corpo vai ganhando mobilidade e o tempo dedicado aos exercícios mais pesados fica maior”, explica.

Outro ponto que Francisco considera essencial em sua atividade é conhecer o estado psicológico de seus alunos, ele diz que é preciso entender o que aquele corpo precisa hoje, quando o aluno não está bem, adapto algo para aquele momento.

“Nosso corpo funciona de forma integrada, todas as ações que fazemos durante o dia usamos o corpo todo, por que não fazer um treino para essa realidade?”, reflete o professor. (LO)

Espaço 33, Rua Rodésia, 110, sala 33, V. Madalena, Telefone 98593-8352

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA