Eremim deixa a Vila

0
839

A Associação Eremim é uma instituição sem fins lucrativos criada em 1999 por alguns membros do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco com o objetivo de promover sustentabilidade para a comunidade do bairro de Rochdale, localizado no município. Após quase dois anos instalada no bairro, a associação deixará a Vila Madalena para ficar mais próxima às suas origens.
Financiada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco, a Fundação Cariplo (de origem italiana), empresas e ONG’s, a associação já beneficiou centenas de famílias de baixa renda moradoras de Rochdale, preferencialmente chefiadas por mulheres, por meio de programas de complementação educacional, educação para o trabalho, apoio sócio-familiar, núcleo de brincantes Eremim e núcleo de comunicação. Com recursos destes parceiros e do próprio sindicato mantenedor, vem sendo colocada no mercado uma linha de produtos ligados à decoração e uso pessoal, além de brinquedos pedagógicos, totalmente desenvolvida por esta cooperativa de costureiras e artesãs.
Tanto o projeto como a loja da Vila Madalena, onde os produtos confeccionados por essas famílias eram divulgados e comercializados, vinham dando certo, porém, as partes envolvidas resolveram por bem mudar de endereço. “Os parceiros entraram em acordo e acreditaram que seria melhor a loja e produção estarem mais próximas. Além disso, mudaremos para uma loja de shopping onde se tem um fluxo maior de pessoas”, explica a gerente Dalgliesi Giacomasi, ressaltando que o valor do aluguel será inferior ao do espaço na rua Fidalga. “Manter dois imóveis alugados seria inviável, então optamos em desativar a loja da Vila”.
A loja Eremim é uma vitrine do trabalho da cooperativa. Tudo é revertido para manutenção da própria associação. É uma forma de expor o trabalho social desenvolvido pela Eremim e atrair mais parceiros, já que a intenção não é apenas comercializar sua produção, mas valorizar o artesanato brasileiro. Neste sentido, Dalgliesi agradece ao público da Vila Madalena em nome da Associação Eremim. “O bairro é formado por pessoas que valorizam o produto nacional e sobretudo as ações sociais e nos acolheu muito bem durante esse tempo em que estivemos aqui”, despede-se, aguardando visitas no novo endereço que estará funcionado no final de outubro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA