A música chega ao teatro

0
241

A parceria da Escola Estadual Carlos Maximiliano através da Secretaria de Educação do Estado com o Projeto Aprendiz, firmado em agosto deste ano, resultou no Projeto Max com oficinas e o Teatro da Vila. Esta parceria impediu que a escola viesse a ser fechada.
A mobilização de alguns professores do Max – como é popularmente conhecido, foi essencial. Preocupados com o possível fechamento da escola deram início a um movimento de resistência para que a escola não fechasse as portas. Conseguiram a parceria com a Ong Aprendiz e dessa união da surgiu um projeto inédito que ganhou o nome de Desafio Max, com a implantação de oficinas de customização, de música e leitura além da criação Teatro da Vila, um espaço cultural no bairro.
O Teatro da Vila, hoje ocupa um espaço que até então, estava ocioso na escola, foi todo reformado. Neste curto espaço de tempo, já apresentou dez espetáculos sendo sete para o público adulto e três para os pequenos. Mais recentemente, a música ganhou seu espaço com as quatro apresentações do projeto Música na Vila. “Levar ao bairro música de qualidade, de diversas tendências”, segundo AlexandreTerreri que produziu os shows.
Durante quatro quintas-feiras, passaram pelo palco do Teatro da Vila, Laura Finocchiaro, Maricenne Costa, o grupo Dez Choronas e por último Sônia Andrade que faz seu show no próximo dia 13 de dezembro.
Os 290 alunos, pais de alunos, professores e funcionários do Max não pagam ingresso em shows e peças que o Teatro da Vila promove. A curadoria e a programação estão a cargo do grupo Os Satyros em espaço para até 99 espectadores. Como filosofia de trabalho, prestigiam os grupos da Vila Madalena. Parte da renda da bilheteria reverte em benefício da própria escola.
Neste final de ano, a inédita parceria entre a escola e o Aprendiz deverá ser renovado e a programação para 2008 promete ser das mais estimulantes não só para a comunidade do Max como também para a Vila Madalena e para a cidade, que ganhou mais um espaço cultural.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA