Aprendendo a cantar

0
444

A preparadora vocal, professora de canto, compositora e cantora carioca Suely Mesquita criou um trabalho inédito para quem gosta de cantar, por puro prazer ou para iniciar uma carreira artística, mas nunca gravou em estúdio profissional e quer viver a experiência. Em junho, ela irá ministrar o workshop Gravando!, aqui na Vila Madalena.
“Percebi que muitos cantores, sejam profissionais ou amadores, se sentem muito à vontade no palco, mas ficam tímidos no estúdio, durante uma gravação. Depois de muitos anos trabalhando em discos profissionais, me dei conta de que hoje em dia o custo de uma gravação profissional já se tornou acessível a todos os que gostam de música”, explica Suely. Pensando nisso, montou o workshop, em parceria com Natalia Mallo, multi-instrumentista, também produtora musical, compositora e cantora. É uma boa oportunidade para o cantor ou cantora colocar seu dom em prática. Durante o workshop – que dura apenas três encontros e pode ser feito por uma única pessoa ou em turmas de até seis participantes – os cantores vêem como funciona um estúdio profissional; gravam cantando sob a orientação de uma preparadora vocal que já trabalhou para discos das gravadoras Warner, Universal e Dubas e para vários artistas independentes; são acompanhados por uma violonista de primeira e saem com o CD pronto para tocar em casa, dar de presente ou mostrar na Internet.

Parcerias

Suely, que também é co-fundadora do Grupo de Estudos da Voz do Rio de Janeiro (GEV), assina a preparação vocal dos CD’s “Astronauta Tupy” (Pedro Luís e a Parede – © 1997 Warner/Dubas), “Abracadabra” (Boato – © 1998 Warner), “Moro no Brasil” (Farofa Carioca – © 1998 Polygram), “É tudo um real” (Pedro Luís – © 1999 Warner), e outros. Como compositora, é parceira de Zélia Duncan, Marcela Biasi, Zé Rodrix, Fernanda Abreu, Chico César, Zeca Baleiro, George Israel, Mathilda Kóvak, Luís Capucho, Pedro Luís e outros. Tem músicas gravadas por Fernanda Abreu, Ney Matogrosso, Pedro Luís e a Parede, 14bis, Marcela Biasi e outros artistas.
Ela também acaba de lançar o CD Sexo Puro, um disco autoral, que tem como marcas musicais o samba e o jazz. “Embora eu não seja uma cantora tradicional nem de um estilo nem de outro. Minha praia é não ter praia, faço tudo do meu jeito”, diz. Quem quiser pode ouvir as músicas diretamente no www.suelymesquita.com.br, ou na rádio Sexo Puro (http://sexopuro.blogspot.com).

Tradição musical

Suely acrescenta que é a primeira vez que o workshop Gravando! será realizado e a Vila Madalena foi escolhida por ser um lugar que ela conhece bem, desde a década de 1980. “Fiz vários novos amigos em São Paulo e muitos deles moram na Vila. O estúdio da Natália fica no bairro que tem essa tradição musical, boêmia, acho que combina muito bem com a minha proposta”.
Gravando! acontece no fim de semana, de 25 a 27 de junho. Nos dias 20 e 21 de junho, Suely Mesquita abre os trabalhos em São Paulo com a palestra “Quero cantar: por onde começar?”. A entrada é franca. Durante sua permanência na cidade, estará dando também outros cursos para pequenos grupos e aulas particulares, como o “Mapa Vocal”, entre os dias 21 e 24 de junho. Aproveite e faça a sua inscrição!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA